Luz na escuridão

November 3, 2009

 Sete novas espécies de cogumelos que brilham no escuro, um fenômeno conhecido como bioluminescência, foram descobertas no Brasil, em Belize, na República Dominicana, na Jamaica, no Japão, na Malásia e em Porto Rico. Os cogumelos foram apresentados na edição on-line da revista Mycologia e deverão estampar a capa da publicação em março de 2010. O artigo é assinado por Dennis Desjardin, da San Francisco State University, com a participação do brasileiro Cassius Stevani, professor da Universidade de São Paulo (USP). Apoiado pela FAPESP desde 2002, Stevani chefia o Laboratório de Bioluminescência de Fungos do Instituto de Química da USP, que estuda o mecanismo das reações químicas envolvidas no fenômeno e possíveis aplicações no campo da química ambiental. A imagem ao lado mostra o cogumelo Mycena luxaeterna, identificado no Brasil. O nome do cogumelo, luz eterna em latim, é uma homenagem a um réquiem de Mozart e alusão ao fato de brilhar 24 horas por dia. Com a descoberta, o número de espécies de cogumelos bioluminescentes subiu de 64 para 71.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey